A vocação de cuidar

mesa_posta

…a vocação de guardião não diz respeito apenas a nós, cristãos, mas tem uma dimensão antecedente, que é simplesmente humana e diz respeito a todos: é a de guardar a criação inteira, a beleza da criação, como se diz no livro de Génesis e nos mostrou São Francisco de Assis: é ter respeito por toda a criatura de Deus e pelo ambiente onde vivemos. É guardar as pessoas, cuidar carinhosamente de todas elas e cada uma, especialmente das crianças, dos idosos, daqueles que são mais frágeis e que muitas vezes estão na periferia do nosso coração. É viver com sinceridade as amizades, que são um mútuo guardar-se na intimidade, no respeito e no bem. Fundamentalmente tudo está confiado à guarda do homem, e é uma responsabilidade que nos diz respeito a todos. Sede guardiões dos dons de Deus!

Homília do Papa Francisco, 19 de Março 2013

Ao olhar para o ano que passou, à luz deste novo ano, que já nos trouxe tantas novidades, não posso deixar de pegar nas palavras do nosso novo Papa Francisco, que em tantas coisas, confirma o caminho deste projeto. Somos desafiados a guardar a criação inteira. A Casa Velha tem sentido esse chamamento e tem vindo a desejar responder cada vez melhor a esta vocação. No ano de 2012, deu-se uma importante confirmação deste desejo e vontade, com a constituição em Setembro, após largos meses de preparação, da Associação Casa Velha – Ecologia e Espiritualidade.  Muitos são os que acreditam nesta vocação e se querem empenhar nesta Missão. Por todos eles, agradeço a Deus.  Agradeço de forma especial às Províncias Portuguesas das Escravas do Sagrado Coração de Jesus e da Companhia de Jesus, que aceitaram tomar parte na Direção deste projeto, que reúne uma grande diversidade de representantes: em idades, origens, vocações, formações…tal como  a Casa Velha.

Dos Estatutos da Associação Casa Velha:

A “Casa Velha” pretende ser um espaço de encontro e desenvolvimento pessoal, no contacto direto com a natureza, em atividades culturais, sociais e espirituais que promovem o crescimento saudável das relações consigo mesmo, com Deus e com os outros. Através do acolhimento em ambiente familiar, experimentando uma vida simples de cariz comunitário em espaço rural, privilegiando momentos de silêncio e de partilha, através do trabalho no campo, de espaços de criatividade, de formação e da reflexão/ oração, a Casa Velha pretende ser um espaço aberto a todos, proporcionando uma experiência forte do essencial da Vida, de cada Pessoa, da Comunidade, contribuindo assim para o Desenvolvimento Humano Integral, nas suas diferentes dimensões: pessoal, comunitária, local, em comunhão com toda a Terra e com a Humanidade.

É engraçada a sintonia! O futuro parece abrir-se na Casa Velha. A todos os que têm cuidado tão  generosamente deste projeto, obrigada!  Que saibamos continuar a cuidar bem deste tesouro que nos é confiado e que levamos em vasos de barro.

Margarida Alvim

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s