Exercícios Espirituais em Diários Gráficos

grupo eedg

No fim-de-semana de 15 e 16 de fevreiro chegou ao fim a 2ª edição dos Exercícios Espirituais em diários Gráficos (EEDG). A Luz da Câmara conta-nos o que representou para si esta proposta.

“Sou daquelas que “não sabe desenhar”. Por isso uso o rabisco  para registar aquilo que ainda não sei nomear: faço-o profissionalmente por isso fiquei radiante quando soube destes Exercícios Espirituais em Diários Gráficos – EEDG.

Inscrevi-me logo nos primeiros EEDG, que depois não fiz, mas o mais importante é que comecei a desenhar nos meus tempos de oração. Aparecem os segundos EEDG e desta feita inscrevi-me. E fui. Com o coração aos saltos lá me apresentei no 1º encontro. Para além do desenho, estes exercícios tinham o projecto Casa Velha como pano de fundo, e a ideia de juntar espiritualidade, ecologia e desenho (arte) fazia-me o triplo do sentido e também o triplo da intimidação. E como sempre, são coisas da minha cabeça, do meu mafarrico. Acolhemo-nos uns aos outros olhos nos olhos, sorriso pronto e muito respeito. E iniciei esta caminhada em conjunto, buscando Deus através do desenho.

Orar desenhando faz-me ficar mais presente naquele momento, ajuda-me na espera, a criar e prolongar silêncio, a abrir a possibilidade da escuta. Sabendo isso, guardo a minha meditação matinal para orar as maravilhosas e inspiradoras pistas, fazendo com que, muito calma e subtilmente, o chamamento se fosse tornando presente. E cada texto, cada evangelho orado e desenhado abrem uma possibilidade muito real de sentir Deus, como uma brisa, como Elias no Horeb, e me ajudam a ficar quieta e confiante nas tormentas. Através do desenho parece que consigo melhor olhar para o que me dói e o que me alegra, a dor que tenho que atravessar e aquela que posso mitigar.

Sempre com o coração nas mãos, medo do ridículo, mesmo sabendo que é arriscando o ridículo que poderei chegar ao sublime um dia. E no encontro seguinte é como se fosse ter com família, amigos de longa data, chego com alegria e percebo saudades de quem não está e realizo que tinha estado com cada um deles ao longo de todas as pistas. Obrigada, Senhor, por me ajudares a AMAR o invisível. Ouvi muito: não é o fim, não é para acabar. E não é, e não foi. Continuo a trocar momentos de oração desenhados, todas as semanas, ou quase, com uma das participantes…. E a todos os outros trago-os como que tatuados no coração.”

19.03.2019, Luz da Câmara, participante da 2ª Edição dos EEDG

Os EEDG são uma proposta de caminho espiritual que tem por base os Exercícios Espirituais de Santo Inácio que se vão expressando em desenho. É uma proposta do  CUMN – Centro Universitário Manuel da Nóbrega e a Associação Casa Velha – Ecologia e Espiritualidade. A 2ª edição decorreu entre outubro de 2018 e fevereiro 2019.

LUZ_EE2_S8oracao_horto

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s